Economia

Agricultura abriu concursos para financiar projetos que respondam às alterações climáticas

Pascal Rossignol

Iniciativa visa promover a redução das emissões de gases com efeito de estufa no setor agrícola.

O Ministério da Agricultura abriu concursos para financiamento de projetos de investigação e desenvolvimento no âmbito da Agência Inovação, que no Plano de Recuperação e Resiliência tem inscritos 93 milhões de euros.

Em comunicado, o Ministério da Agricultura explica que um dos concursos pretende dar lugar a respostas no âmbito da mitigação das alterações climáticas, visando promover a redução das emissões de gases com efeito de estufa no setor agrícola e "potenciar o aumento do sequestro de carbono no solo".

O outro concurso, acrescenta, pretende encontrar respostas no âmbito da adaptação às alterações climáticas, com o financiamento de projetos que "aumentem a resiliência da atividade agrícola, tendo em conta os impactos já sentidos devido ao aquecimento global, bem como aqueles que são esperados no futuro".

A dotação de cada um destes avisos ascende a quatro milhões de euros, podendo, cada candidatura, beneficiar, no máximo, de um milhão por aviso.

Citada no comunicado, a ministra da Agricultura, Maria do Céu Antunes, realça a importância da concretização da Agenda "Terra Futura" e sublinha que a abertura destes concursos é mais um passo nesse sentido.

"Queremos, com inovação, conhecimento e tecnologia, convocar a sociedade e responder aos desafios que se colocam ao setor agrícola. Temos de garantir uma produção cada vez mais sustentável dos pontos de vista ambiental, económico e social. Ou seja, uma produção que, assegurando um rendimento justo ao produtor e um preço justo ao consumidor, contribua para a construção do nosso futuro coletivo", afirma.

A Agenda de Inovação está contemplada no Plano de Recuperação e Resiliência, com 93 milhões de euros para a sua concretização.

Destes 93 milhões, 45 milhões serão para dinamização de projetos de investigação e inovação, 12 milhões para financiamento de projetos estruturantes para a transformação digital e 36 milhões para a modernização de 24 polos da Rede de Inovação.

A apresentação das candidaturas deverá ser feita através do formulário eletrónico disponível no Sistema de Informação do IFAP, IP até 30 de novembro.