Economia

Diretor-geral da Autoeuropa está de saída

Miguel Sanches está de volta à América. Desta vez deverá rumar ao Brasil, mas permanecerá no grupo Volkswagen. Thomas Hegel Gunther é o nome apontado para a direção da Autoeuropa, segundo o "Jornal Económico".

Depois de seis anos, o diretor-geral da Autoeuropa está de saída. Miguel Sanches vai ser substituído por Thomas Hegel Gunther, avança o "Jornal Económico".

Miguel Sanches ocupava o cargo de diretor-geral da fábrica de automóveis desde final de 2015 e, segundo o semanário, está agora de saída para o Brasil, onde deverá permanecer no grupo Volkswagen. O jornal indica que pode vir a ocupar o cargo de vice-diretor de operações no país.

Miguel Sanches já tinha estado na América Latina antes de rumar a Portugal em 2015. O atual diretor-geral era vice-presidente de produção e logística da Volkswagen no México. Antes, já tinha trabalhado na fábrica de Palmela durante 18 anos (entre 1993 e 2011).

Sanches foi o segundo diretor-geral português que a Volkswagen pôs à frente da Autoeuropa. O primeiro foi António Melo Pires, em 2010. Até então, o grupo alemão vinha colocando a liderança da sua fábrica portuguesa nas mãos de gestores estrangeiros. E é isso que voltará a acontecer com Thomas Hegel Gunther.

Thomas Hegel Gunther chegou à Volkswagen em 2018, para assumir a gestão da produção e logística da marca. Antes, já trabalhava indiretamente com a empresa, uma vez que era diretor da Sitech, empresa que fabrica os bancos para os carros e que pertence à Volkswagen.

A administração da Autoeuropa não fez ainda nenhum comentário, sendo que o calendário para estas alterações ainda não é conhecido.