Economia

Incentivo à contratação nos lares: Governo quer pagar prémio de 5 mil euros por cada funcionário

EDUARDO COSTA

O Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social diz que não haverá limite na atribuição dos prémios-emprego.

O Governo quer pagar aos lares de idosos um prémio de 5.300 euros por cada trabalhador que for contratado sem termo.

De acordo com o Jornal de Notícias (JN), a proposta surge depois de 23 mil pessoas terem estado, desde abril de 2020, ao serviço de instituições sociais, ao abrigo da medida de apoio ao reforço de emergência de equipamentos sociais e de saúde.

Ao JN, o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social diz que não haverá limite na atribuição dos prémios-emprego e que os trabalhadores terão de ser integrados num prazo de 20 dias após o fim do programa de apoio de emergência, que termina em dezembro.

Veja também:

  • Esqueçam o atrás...

    Tenham noção

    O recado de Rodrigo Guedes de Carvalho sobre redundâncias. Tenham noção que dizer ou escrever "há cinco anos atrás", "subir para cima" ou "descer para baixo" é desnecessário.

    SIC Notícias