Economia

Gasoduto a partir de Portugal? Costa já respondeu à sugestão do chanceler alemão

Primeiro-ministro, António Costa, no Edifício do Conselho Europeu em Bruxelas, Bélgica
Primeiro-ministro, António Costa, no Edifício do Conselho Europeu em Bruxelas, Bélgica
KENZO TRIBOUILLARD / POOL
Olaf Scholz manifestou-se a favor de um gasoduto que transporte gás a partir de Portugal para o resto da Europa, para reduzir a atual dependência de gás russo.

Um gasoduto com estas características, ou seja, a partir de Portugal através de Espanha e França para o resto da Europa, "resolveria os problemas atuais", na opinião do chanceler alemão, que destacou os esforços do seu governo para reduzir a dependência energética em relação à Rússia e admitiu que os anteriores não consideraram essa possibilidade.

O primeiro-ministro português recorreu ao Twitter para comentar a sugestão de Olaf Scholz. "A Alemanha pode contar 100% com o empenho de Portugal para a construção do gasoduto".

Hoje para o gás natural, amanhã para o hidrogénio verde. Até lá, o Porto de Sines poderá ser utilizado como plataforma logística para acelerar a distribuição de GNL para a Europa

Em conferência de imprensa, Scholz lamentou ainda que esta ligação ainda não tenha sido construída, porque agora permitiria dar uma "contribuição maciça" para o abastecimento no norte da Europa, devido à crise energética que surgiu após a guerra na Ucrânia.

O chanceler, citado pela agência Efe, acrescentou que falou com os seus colegas de Portugal, Espanha e França e com a presidente da Comissão Europeia para impulsionar esse projeto, já que a existência de ligações com o norte de África ajudaria a diversificar o fornecimento

Últimas Notícias
Mais Vistos