Economia

Empresários olham com desconfiança para a conjuntura e já dão a recessão como certa

Loading...

INE revela, por outro lado, que quase todos esperam um alívio dos preços nos próximos meses.

O presidente da Confederação Empresarial de Portugal, António Saraiva, ao Jornal Público antecipa um cenário em que as tesourarias de muitas empresas simplesmente não vão aguentar por muito mais tempo.

A questão não é se, mas quando é que haverá uma recessão. A descida dos indicadores de confiança, em agosto, para níveis de há 18 meses, divulgada na terça-feira pelo INE, era expectável para o presidente da CIP: uma nova crise que se soma à gerada pela pandemia e que se reflete no aumento exponencial dos custos de energia.

Para além do aumento dos custos, paira também a ameaça de quebras nas encomendas, falta de matérias primas e de mão de obra.

Por outro lado, o INE revela também que a expectativa dos empresários e gestores, com exceção para a construção e obras públicas, é que haja um alívio nos preços nos próximos três meses.

Últimas Notícias
Mais Vistos