Economia

Novo pacote de apoios “não coloca as famílias em primeiro”, critica PSD

Loading...
Partido lamenta a lentidão do Governo a aprovar medidas.

O PSD lamentou esta segunda-feira que as medidas aprovadas pelo Governo para apoio às famílias “cheguem tarde”. O deputado António Leitão Amaro afirmou que o Estado “não pensou nem pôs as famílias em primeiro lugar”.

“Este pacote vem muito tarde, depois de meses em que os portugueses sofreram. Países pela Europa fora a anunciarem medidas e todas as que foram anunciadas hoje podiam e deviam ter sido apresentadas antes”.

O deputado lançou ainda críticas às medidas direcionadas aos pensionistas, dizendo que não passam de uma “ilusão”. Referindo-se à meia pensão extra que os pensionistas vão receber em outubro e ao aumento das pensões, o PSD diz que o Governo “dá uma coisa agora para dar menos do que a lei previa para o próximo ano”.

Para terminar, António Leitão Amaro declara que o Executivo está a colocar em primeiro lugar “nada mais que a arrecadação de impostos”.

O primeiro-ministro anunciou esta segunda-feira o novo pacote de medidas de ajuda às famílias para responder ao contexto atual de inflação e aumento do custo de vida. António Costa lembrou que “nenhuma medida mágica apaga o efeito” de uma guerra, mas garantiu que o Governo “está aqui uma vez mais para enfrentar um desafio excecional”.

As novas medidas de apoio que incluem um pagamento mensal às famílias, em outubro, a redução do IVA da eletricidade e ainda um aumento das pensões.

Últimas Notícias
Mais Vistos