Economia

Comprar casa em Portugal: bancos estão a emprestar cada vez menos

Loading...

Um casal com 30 anos, sem filhos, vê hoje ser-lhe emprestados menos 60 mil euros face a janeiro.

O acesso ao crédito à habitação está a ser cada vez mais limitado pelos bancos, uma vez que estão a emprestar menos dinheiro, por causa da subida das taxas de juro.

Quem precisa de um crédito para comprar casa, tem de ter em atenção os rendimentos, o prazo do crédito, a idade e o montante de que vai precisar para a entrada.

Por exemplo, um casal com 30 anos, um rendimento mensal a rondar os 2.000 euros, sem filhos e sem outros créditos, conseguia, em janeiro, ter acesso a 226 mil euros para comprar casa, mas com a subida dos juros e a Euribor a 12 meses a rondar os 2%, já só consegue 163 mil euros.

"Um dos indicadores que é utilizado para a atribuição de um crédito é a taxa de esforço. Com a subida dos juros, esse peso é cada vez maior", explicou um especialista em assuntos financeiros da DECO Proteste.

Para que as famílias não saíssem prejudicadas no acesso ao crédito, era necessário que os rendimentos acompanhassem a subida dos juros.

"Nos últimos anos, o preço médio do metro quadrado subiu três vezes mais do que o salário médio em Portugal. O que acontece é que o montante mais pequeno de crédito facilmente consegue, devido à subida dos juros, resultar numa prestação que atinge os 50% do rendimento mensal da família", diz Nuno Rico.

Últimas Notícias
Mais Vistos