Economia

Maioria dos economistas alemães apoiam o alívio dos custos da energia às famílias

Maioria dos economistas alemães apoiam o alívio dos custos da energia às famílias
Jose A. Bernat Bacete

Na maioria das questões a opinião foi unânime. É fundamental expandir a oferta de eletricidade e reduzir a procura e as apoiar empresas e famílias.

Uma grande maioria (83%) dos participantes no Painel de Economistas do ifo (Instituto de Pesquisa Econômica) e FAZ (Frankfurter Allgemeine Zeitung) é a favor de proporcionar às famílias mais alívio devido aos elevados custos de energia, em particular para os necessitados.

Num comunicado divulgado, hoje, o ifo refere que também há um amplo consenso sobre como deve ser esse alívio para as famílias. 68% dos participantes preferem os pagamentos sob a forma de fundos de energia, contra apenas 14% dos participantes a defender a adoção de limites de preços para a eletricidade e o gás.

O ifo indica que propostas particularmente populares entre os 178 participantes no Painel de Economistas são a manutenção em funcionamento das restantes centrais nucleares da Alemanha e os pagamentos de ajuda às famílias de baixos rendimentos.

"A Alemanha tem de expandir a sua oferta de eletricidade e reduzir a procura", afirma o investigador da ifo Niklas Potrafke, citado no comunicado, defendendo que "a procura não vai diminuir em resultado do limite máximo de preços da energia" e, "pelo contrário, os decisores políticos precisam de manter o efeito de incentivo dos preços elevados, e as famílias e as empresas que necessitam de ajuda devem receber pagamentos específicos".

Expansão do fornecimento de eletricidade e gás na Alemanha

  • 81% dos participantes no painel apoiam a continuação do funcionamento das três centrais nucleares do país além de 2022.
  • Redução de regulamentos que impeçam a expansão das energias renováveis, 74% dos participantes.
  • 71% sugere a construção de mais terminais de gás natural liquefeito nos portos.
  • A expansão das redes de transmissão de eletricidade é apoiada por 70%.
  • 54% do painel é também a favor de proporcionar às empresas um alívio adicional dos elevados custos de energia.

Apoios a empresas

  • Maioria (54%) do painel é a favor de proporcionar às empresas um alívio adicional dos elevados custos de energia.
  • Apoio significativamente menor ao alívio das empresas em comparação com o alívio das famílias - é 29 pontos percentuais mais baixo.

Imposição de impostos

Nesta questão sobre imposição de impostos os lucros em excesso ou sobre os lucros inesperados dos geradores de energia renovável, nuclear e a carvão as opiniões divergem.

  • 46% apoiam esse imposto enquanto que 43% estão contra o mesmo.

Futuro da Alemanha?

  • 94% dos participantes esperam que a Alemanha caminhe para uma recessão devido à crise dos preços da energia.
Últimas Notícias
Mais Vistos