Economia

PIB cresce 4,9% em termos homólogos no 3.º trimestre

PIB cresce 4,9% em termos homólogos no 3.º trimestre
Busakorn Pongparnit

De acordo com o INE, "verificou-se uma desaceleração do consumo privado e do investimento".

O Produto Interno Bruto desacelerou o crescimento para 4,9% no terceiro trimestre face ao mesmo período do ano passado e aumentou 0,4% em cadeia, segundo a estimativa rápida divulgada hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

"O Produto Interno Bruto (PIB), em termos reais, registou uma variação homóloga de 4,9% no terceiro trimestre de 2022 (7,4% no trimestre anterior)", refere avança o INE.

De acordo com o instituto estatístico, "o contributo da procura interna para a variação homóloga do PIB diminuiu no terceiro trimestre, verificando-se uma desaceleração do consumo privado e do investimento".

"O contributo positivo da procura externa líquida para a variação homóloga do PIB também diminuiu, traduzindo a desaceleração das exportações de bens e serviços, em volume, mais intensa que a das importações", acrescenta.

O INE explica que, "em resultado do crescimento pronunciado do deflator das importações, superior ao observado nas exportações, verificou-se uma perda significativa de termos de troca pelo sexto trimestre consecutivo, embora menos intensa que no trimestre anterior".

Comparando com o segundo trimestre deste ano, o PIB aumentou 0,4% em volume, mais 0,3 pontos percentuais que o registado no trimestre anterior.

Segundo o INE, "o contributo da procura interna para a variação em cadeia do PIB passou a positivo, destacando-se o crescimento do consumo privado apesar da aceleração dos preços no consumidor".

Pelo contrário, "o contributo da procura externa líquida foi inferior ao observado no trimestre precedente".

A estimativa rápida do INE divulgada hoje incorpora nova informação primária, nomeadamente no que se refere ao comércio internacional de bens relativo ao segundo trimestre de 2022, mas não implicou revisões nas taxas de variação homóloga e em cadeia do PIB divulgadas na edição das Contas Nacionais Trimestrais por Setor Institucional de 23 de setembro de 2022.

No terceiro trimestre de 2021, o PIB português tinha crescido 4,2% em termos homólogos e 2,9% em cadeia.

Os economistas consultados pela Lusa apontavam para um crescimento da economia portuguesa, em termos homólogos, entre 4,1% e 6,5%, abaixo dos 7,4% registado no segundo trimestre, enquanto a estimativa para a variação em cadeia variava entre uma contração e um crescimento (entre -0,4% e um incremento de 0,8%).

Para a totalidade do ano, o Governo espera um crescimento de 6,5%.

Os resultados mais detalhados da evolução do PIB no terceiro trimestre serão divulgados em 30 de novembro.

Últimas Notícias
Mais Vistos