Economia

Lucro da CGD sobe 61% para 692 milhões de euros até setembro e prevê "maior dividendo" de sempre

Lucro da CGD sobe 61% para 692 milhões de euros até setembro e prevê "maior dividendo" de sempre
ANTÓNIO PEDRO SANTOS

Presidente executivo da CGD apontou que é a "primeira vez que a CGD consegue remunerar o custo do capital que é investido pelos contribuintes".

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) teve lucros de 692 milhões de euros até setembro, mais 61% que nos primeiros nove meses de 2021, divulgou o banco público, que antevê o "maior dividendo" da sua história.

No início da apresentação de resultados, o presidente executivo da CGD, Paulo Macedo, apontou que esta é a "primeira vez que a CGD consegue remunerar o custo do capital que é investido pelos contribuintes".

"Esta evolução reflete um custo do risco de crédito negativo no período pós-pandemia, um dos mais baixos de sempre a venda de alguns ativos não core, bem como o contributo da atividade internacional para o resultado líquido do Grupo, no valor de 155 milhões de euros, um crescimento de 58% face aos primeiros nove meses de 2021", refere o banco em comunicado enviado ao mercado.

Últimas Notícias
Mais Vistos