Economia

UE acorda proposta para limitar o preço do barril de petróleo russo

UE acorda proposta para limitar o preço do barril de petróleo russo
YVES HERMAN

A medida pressupõe um mecanismo de ajuste para manter o preço, pelo menos, 5% abaixo do mercado.

A União Europeia chegou a acordo para limitar o preço do barril de petróleo russo a 60 dólares (cerca de 57 euros). A Polónia exigia um valor mais baixo, mas acabou por ceder nas negociações.

A medida vai ser formalmente aprovada este fim de semana e pressupõe um mecanismo de ajuste para manter o preço, pelo menos, 5% abaixo do mercado.

Após várias rondas de negociações de última hora, a presidência da UE, ocupada pela República Checa, anunciou na rede social Twitter que "os embaixadores acabaram de chegar a um acordo sobre o preço máximo do petróleo marítimo russo", faltando apenas que esta decisão seja aprovada por escrito.

A Europa precisava de definir o preço com desconto que vários países deveriam pagar até segunda-feira, quando um embargo da UE ao petróleo russo enviado por via marítima e a proibição de seguro para esses bens entram em vigor.

A proposta foi acertada com o G7, com o objetivo de tentar reduzir as receitas da Rússia e limitar a capacidade de financiamento da guerra. Pretende também prevenir picos nos preços mundiais de petróleo.

Alguns países consideram que o valor é alto demais para ter efeito real nas receitas de energia da Rússia, mas reconhecem que já representa um significativo desconto face aos 87 dólares do barril de Brent.

Últimas Notícias
Mais Vistos