Economia

"Um alerta nacional": bolha imobiliária pode explodir e Portugal é o 1º na lista

Loading...

Relatórios recentes alertam para o excesso de empréstimos à habitação com juros variáveis, muito superior ao da média europeia. O comentador da SIC Nuno Rogeiro explica que Portugal pode ser o primeiro país europeu "a ter uma bolha imobiliária a explodir" já na segunda metade do ano.

Vários relatórios recentes de consultoras internacionais alertam para o principal perigo económico português este ano: a explosão da bolha imobiliária na segunda metade do ano.

O comentador da SIC, Nuno Rogeiro, no seu espaço de opinião Leste/Oeste analisou os resultados de um estudo que colocava Portugal como "o primeiro Estado a ter uma bolha imobiliária a explodir".

Segundo Nuno Rogeiro, tudo terá começado com um quase ignorado texto eletrónico publicado há cinco meses. Este estudo, não assinado mas baseado em números comprovados, alertava para o excesso de empréstimos à habitação com juros variáveis.

Portugal tem quase 10 vezes mais pessoas com taxas variáveis nos empréstimos à habitação que o resto da Europa. O número apresentado, e “que foi confirmado numa reunião na semana passada entre vários investidores internacionais em Portugal”, é de que 93% dos empréstimos tem taxas variáveis, explica o comentador. Em Portugal, estima-se que haja 1,3 milhões de famílias nesta situação.

Nuno Rogeiro refere que não quer gerar alarme social, mas tem conhecimento que “em muitos meios financeiros e de investimento se começa a falar” da possibilidade da explosão da bolha imobiliária. Ainda segundo o comentador, este é um problema que, a partir de agosto, poderá afetar as famílias, que terão de entrar em negociações com os bancos no que toca à renegociação dos empréstimos.

Este estudo, que coloca Portugal como o primeiro país europeu onde a bolha imobiliária pode explodir, foi realizado pela Value of Stocks.


Últimas Notícias
Mais Vistos