Acidente na Madeira

Pelo menos 29 mortos no acidente com autocarro na Madeira

HOMEM GOUVEIA

Viatura despistou-se e saiu da estrada no Caniço, concelho de Santa Cruz.

O BALANÇO DE UM DIA TRÁGICO NA MADEIRA

Um autocarro de turismo despistou-se e saiu da estrada no Caniço, concelho de Santa Cruz. Caiu sobre uma habitação e provocou pelo menos 29 mortos - todos de nacionalidade alemã - e 28 feridos (dois já tiveram alta).

Há dois portugueses entre os feridos e muitas das vítimas estão ainda por identificar.

A notícia foi inicialmente avançada pelo Diário de Notícias da Madeira.

No autocarro - uma viatura da empresa SAM - Sociedade de Automóveis da Madeira, fretado pela Travel One - seguiam 55 passageiros.

Ao local acorreram 13 ambulâncias, dois veículos de desencarceramento e 50 operacionais, entre elementos da PSP, Bombeiros e Proteção Civil regional e municipal.

Um vídeo partilhado pelo DN da Madeira mostra o exato momento da queda do autocarro.

Duarte Sa

MARCELO ADIA VIAGEM PARA O FUNCHAL

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, ia viajar já esta quarta-feira para o Funchal, mas acabou por mudar de ideias.

Em declarações no exterior do Palácio de Belém, em Lisboa, em declarações à RTP, o chefe de Estado disse que era sua intenção viajar de imediato para a Madeira, num avião da Força Aérea Portuguesa, "mas surgiu uma prioridade" que o levou a adiar a deslocação.

"Eu fui muito sensível a essa prioridade, que é a necessidade de os aviões, nomeadamente o avião que ia utilizar da Força Aérea Portuguesa, poder ser utilizado para transportar feridos. E sendo necessários os dois, isso tem prioridade. É muito mais importante haver o acorrer aos feridos do que o Presidente partir hoje", justificou.

Em declarações ao telefone em direto na SIC Notícias, Marcelo Rebelo de Sousa disse que se vai encontrar com o Presidente do Governo Regional da Madeira e recolher mais informação. Exprimiu ainda, em nome nacional, um sentir profundo pelas vítimas.

O primeiro-ministro também reagiu. António Costa transmitiu, em nome do Governo português, as "sentidas condolências" às famílias das vítimas do acidente com um autocarro turístico na Madeira e exprimiu o seu pesar à chanceler alemã, Angela Merkel.

O QUE MOTIVOU O DESPISTE?

A causa do acidente terá sido mecânica. Ao que a SIC apurou, terá havido uma falha nos travões ou o cabo do acelerador terá ficado preso.

Marta Caires, jornalista da SIC na Madeira, explicou que a zona onde se deu o despiste é uma zona urbana e acrescenta que estrada não é uma das mais sinuosas da ilha.

A última vez que um autocarro capotou e fez mortos na Madeira foi há 13 anos.