Assalto em Tancos

Exército encerra paióis de Tancos

Rafael Marchante

O Exército vai desativar os paióis de Tancos de onde foram roubadas várias armas militares.

O Expresso revela que a decisão foi comunicada pelo Chefe do Estado-Maior ao primeiro-ministro e ministro da Defesa na reunião da passada terça-feira em São Bento.

Em causa estará a exposição do local à entrada de elementos exteriores e o perigo de novos roubos.

O General Rovisco Duarte diz que o exército está a estudar locais alternativos para guardar as armas e que uma das hipóteses poderá ser mesmo no interior de uma unidade militar.

Os paióis de Tancos foram construídos no final dos anos 80 para armazenarem material de guerra. Encontram-se numa área isolada e têm vedações com cerca de dois quilómetros e meio de extensão.