Assalto em Tancos

Coronel Vieira Esperança diz que objetivo dos assaltantes de Tancos eram munições de 9 milímetros

O Coronel falou esta quarta-feira sobre as anomalias na segurança dos paióis.

As audições da comissão de inquérito sobre Tancos começaram esta quarta-feira. Perante os deputados, o Coronel Manuel Joaquim Vieira Esperança defendeu que provavelmente o objetivo dos assaltantes eram as munições de nove milímetros.

Vieira Esperança foi responsável pela unidade entre 2013 e 2016. No Parlamento, afirmou que o Exército sempre fez o máximo para salvaguardar os paióis e que as patentes mais elevadas estavam a par de algumas anomalias que aquele local tinha em termos de segurança.

O Coronel Manuel Joaquim Vieira Esperança afirmou ainda que o facto de não haver patrulhas durante 20 horas não é normal.