Eleições Autárquicas

CDS diz que disparos à candidata de Palmela refletem "fracasso" de Cabrita

Caso investigado pela Polícia Judiciária.

A Polícia Judiciária está a investigar os disparos dirigidos à candidata do CDS à presidência da junta de freguesia de Palmela. Linda Oliveira estava a colar cartazes com o marido quando foram disparados vários tiros de caçadeira.

Eram 22:30 quando ocorreram os quatro disparos na Avenida dos Caminhos de Ferro, em Palmela.

Na altura, a candidata à junta de freguesia Linda Oliveira estava com o marido a colocar um cartaz da coligação CDS-PP com o MPT.

A candidata e o marido não conseguiram identificar os autores dos disparos. No entanto, confirmam que estavam numa motorizada e que eram duas pessoas. De imediato, contactaram a GNR onde apresentaram queixa. Os moradores da casa atingida ligaram ao 112.

O caso está a ser investigado pela Polícia Judiciária.

Quem também reagiu foi o presidente do CDS-PP. Francisco Rodrigues dos Santos apontou o dedo ao ministro da Administração Interna.

Até ao momento, desconhece-se a identidade dos autores dos disparos.

  • A escola como uma gigantesca perda de tempo

    País

    Pode ser Eva. Fez um teste de Geografia e foi a única da turma a ter negativa. Dos seus olhos formosos e inexpressivos, num rosto negro como o touro do Herberto Helder, ruíram-lhe duas lágrimas. Mas daquelas que represam tanta água - tanta mágoa - que deixam cicatrizes aquosas. 43%.

    Opinião

    Rui Correia