Brexit

Theresa May demite-se a 24 de julho para dar lugar a Boris Johnson ou Jeremy Hunt

Piroschka Van De Wouw

Eleição para a liderança do partido Conservador está em curso.

A primeira-ministra britânica, Theresa May, vai apresentar a demissão do cargo a 24 de julho, um dia após a confirmação de quem será seu sucessor à frente do partido Conservador e nomeado chefe de Governo, foi esta quarta-feira confirmado oficialmente.

Nessa quarta-feira, a primeira-ministra responde pela última vez à sessão semanal de perguntas dos deputados na Câmara dos Comuns, que começa às 12:00 horas, e à tarde deverá dirigir-se ao palácio de Buckingham para apresentar a demissão à Rainha Isabel II.

As regras determinam que, enquanto conselheira da monarca, recomende um sucessor, sendo o herdeiro natural o líder do partido Conservador, atualmente no Governo e detentor da maioria no Parlamento juntamente com o aliado Partido Democrata Unionista.

Eleições no partido Conservador

A eleição para a liderança do Conservador está em curso, sendo disputada entre o ministro dos Negócios Estrangeiros, Jeremy Hunt, e o antecessor e antigo 'Mayor' de Londres Boris Johnson.

Os dois finalistas vão ser sujeitos a uma votação dos cerca de 160 mil militantes, cujo prazo para chegada do voto postal encerra às 16:00 horas de segunda-feira, 22 de julho, indicou na terça-feira o partido.

O vencedor será então anunciado na terça-feira 23 de julho, a hora ainda por determinar. Os deputados aprovaram esta semana o período de férias parlamentares para o verão, que vai começar a 26 de julho e terminar a 2 de setembro.

O ministro para os assuntos parlamentares, Mel Stride, indicou na segunda-feira que será uma decisão do novo primeiro-ministro apresentar-se ou não ao parlamento antes das férias

Lusa

  • O 16.º episódio do "Polígrafo SIC"
    25:04