Brexit

Parlamento do Reino Unido rejeita antecipar eleições para 15 de outubro

NEIL HALL

O Parlamento britânico rejeitou esta quarta-feira uma moção para antecipar as eleições para 15 de outubro, como pretendia o primeiro-ministro Boris Johnson.

A moção contou com 298 votos a favor e 56 contra. A aprovação da moção apresentada pelo Governo dependia do voto de dois terços dos deputados.

O partido Trabalhista, Liberais Democratas e o Partido Nacionalista Escocês, os partidos de oposição com maior expressão, abstiveram-se.

A proposta de eleições antecipadas foi feita pelo Governo após a derrota na Câmara dos Comuns na terça-feira, que deu a um grupo de deputados conservadores aliados à oposição o controlo para introduzir legislação para impor um novo adiamento do Brexit que impeça uma saída sem acordo em 31 de outubro.

Na reação, o primeiro-ministro criticou o opositor Jeremy Corbyn por recusar a antecipação das eleições.

"Só posso especular pela razão por trás da sua hesitação (...) A conclusão óbvia é que ele não acha que consiga vencer."

O momento em que Boris Johnson perdeu a terceira votação consecutiva em menos de dois dias, no Parlamento: