Coronavírus

Caso de infeção do coronavírus na Alemanha alerta Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças

Caso de infeção do coronavírus na Alemanha alerta Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças

Homem de 33 anos foi infetado por doente que não apresentava sintomas.

Especial Coronavírus

Foi o primeiro caso detetado na Alemanha e o primeiro da Europa a ser infetado sem nunca ter saído do país. Em isolamento num hospital de Munique, o funcionário de uma fábrica de automóveis na Baviera foi infetado depois de ter contactado com uma colega de trabalho que viajou da China para a Alemanha para uma formação.

A colaboradora, chinesa, esteve recentemente em Wuhan, epicentro do coronavírus, a visitar os pais, mas os sintomas da doença só apareceram quando regressou à Alemanha.

O caso coloca o Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças em alerta, isto porque esta transmissão demonstra que o contágio foi feito durante o período de incubação da doença.

Junto ao homem de 33 anos estão mais três funcionários da empresa, são os mais recentes casos de contágio do coronavírus na Alemanha.

O grau de risco de contágio do coronavírus na Europa foi avaliado como moderado, mas o Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças já fez saber que irá reavaliar o risco associado ao coronavírus. A Alemanha é o segundo país europeu a confirmar a presença do vírus após três casos em França confirmados na semana passada.

  • Governo admite aumento de pressão sobre os hospitais

    Coronavírus

    No dia em que o balanço da Direção Geral de Saúde dá conta de 311 mortes e 11.730 casos de Covid-19 em Portugal, o Governo admite que aumentou a pressão sobre os hospitais. Esta segunda-feira, ficou ainda a saber-se que o País já tem um mapa de risco de infeção por coronavírus. Em Londres, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson está internado nos cuidados intensivos. Em Espanha, o número de óbitos desceu pelo quarto dia consecutivo. Já os Estados Unidos ultrapassaram as 10 mil mortes. A pandemia do novo coronavírus já matou, desde dezembro, 73.139 pessoas e infetou mais de 1,3 milhões em todo o mundo.

    SIC Notícias