Coronavírus

Semana da Moda de Xangai em versão virtual para evitar propagação do Covid-19

Aly Song

O Comité não avançou mais detalhes sobre o evento.

Especial Coronavírus

A Semana da Moda de Xangai vai realizar um desfile virtual em 30 de março, em conjunto com o grupo de comércio eletrónico Alibaba, depois cancelar todos os seus eventos devido ao surto do coronavírus.

Em comunicado divulgado esta sexta-feira na sua conta oficial na rede social WeChat, o Comité Organizador prometeu "um evento de moda inovador" para o público em geral.

"Face ao rápido desenvolvimento tecnológico, a inovação industrial abre novas possibilidades. A Shanghai Fashion Week [Semana da Moda de Xangai] sempre se considerou exploradora e pioneira do setor", lê-se na mesma nota.

O Comité não avançou mais detalhes sobre o evento.

O número de mortos na China continental devido ao coronavírus Covid-19 subiu hoje em 44, para 2.788, ao mesmo tempo que o país registou 433 novos casos de infeção, fixando o total em 78.824.

Vários eventos foram cancelados no país para prevenir a propagação da doença.

Veja também:

  • Governo admite aumento de pressão sobre os hospitais

    Coronavírus

    No dia em que o balanço da Direção Geral de Saúde dá conta de 311 mortes e 11.730 casos de Covid-19 em Portugal, o Governo admite que aumentou a pressão sobre os hospitais. Esta segunda-feira, ficou ainda a saber-se que o País já tem um mapa de risco de infeção por coronavírus. Em Londres, o primeiro-ministro britânico Boris Johnson está internado nos cuidados intensivos. Em Espanha, o número de óbitos desceu pelo quarto dia consecutivo. Já os Estados Unidos ultrapassaram as 10 mil mortes. A pandemia do novo coronavírus já matou, desde dezembro, 73.139 pessoas e infetou mais de 1,3 milhões em todo o mundo.

    SIC Notícias