Coronavírus

Leipzig pede desculpa por impedir entrada no estádio a adeptos japoneses

RONALD WITTEK

Coronavírus: A segurança do estádio tinha instruções para controlar espetadores provenientes de zonas de risco.

Especial Coronavírus

O Leipzig, segundo classificado da Liga alemã de futebol, pediu esta segunda-feira desculpa por ter impedido a entrada de adeptos japoneses por receios em torno do surto de coronavírus.

Em comunicado publicado na rede social Twitter, o clube alemão explica que a segurança do estádio tinha instruções para controlar espetadores provenientes de zonas de risco para o jogo de domingo com o Bayer Leverkusen (1-1), após recomendações do Instituto Robert Koch.

"Lamentavelmente, no caso dos nossos adeptos japoneses, sucedeu um erro de interpretação", pode ler-se na nota, em que o emblema pediu desculpa aos afetados e revelou estar a contactar todos os envolvidos para os convidar a assistirem ao próximo jogo em casa.

Os números do coronavírus

O surto de Covid-19, detetado em dezembro de 2019, na China, e que pode causar infeções respiratórias como pneumonia, provocou mais de 3.000 mortos e infetou mais de 87 mil pessoas, de acordo com dados reportados por 60 países.

Das pessoas infetadas, mais de 41 mil recuperaram.

Além de 2.873 mortos na China, há registo de vítimas mortais no Irão, Itália, Coreia do Sul, Japão, França, Taiwan, Austrália, Tailândia, Estados Unidos da América e Filipinas.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou o surto de Covid-19 como uma emergência de saúde pública internacional e aumentou o risco para "muito elevado".

A DGS manteve no sábado o risco da epidemia para a saúde pública em "moderado a elevado".