Coronavírus

Turismo religioso debatido em Fátima sob a ameaça do Covid-19

Turismo religioso debatido em Fátima sob a ameaça do Covid-19

Evento teve redução de 20% nos participantes.

Especial Coronavírus

Começou esta manhã em Fátima um encontro internacional sobre turismo religioso. Os organizadores do evento, que conta com participantes de vários pontos do mundo, não ponderaram o seu cancelamento por causa do Covid-19, mas alguns dos participantes que estavam inscritos acabaram por não fazer a viagem.

Conferências, sessões de trabalho e encontros bilaterais fazem parte do programa que reúne cerca de 500 pessoas, parte deles estudantes das áreas do turismo e hotelaria. Há participantes vindos de vários pontos do globo com casos registados de Covid-19. A abertura contou com a presença da secretária de Estado que quis tranquilizar o setor.

Cancelar o evento organizado pela Associação Empresarial Ourém - Fátima não esteve em cima da mesa apesar da redução de participantes. Com o mês mais importante para o turismo em Fátima a aproximar-se, há quem esteja já a sentir os efeitos com cancelamento de reservas.

No santuário, não está para já prevista qualquer alteração no programa de cerimónias, tendo sido reforçada a informação e a colocação de soluções desinfetantes em diversos pontos. Treze grupos cancelaram a vinda nos próximos meses: sete da Coreia do Sul, um da Indonésia, três de Itália, um do Brasil e um da Guatemala. Em sentido contrário, em fevereiro, 16 novos grupos de Espanha fizeram a inscrição.

Veja também: