Coronavírus

ICBAS e Faculdade de Farmácia do Porto encerram instalações durante 14 dias

O caso confirmado pela DGS é o de uma aluna "com ligação direta a um outro caso externo à Universidade do Porto".

Especial Coronavírus

O complexo do Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar (ICBAS) e da Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto vai encerrar durante 14 dias, depois de ter sido confirmado um caso de coronavírus entre os alunos, anunciou a instituição.

"Foi determinado o encerramento por 14 dias das instalações do complexo de edifícios ICBAS/FFUP (Rua Jorge de Viterbo Ferreira, Porto)", segundo um comunicado da Universidade do Porto (UP).

Com a medida cautelar, pretende-se "minimizar o risco de disseminação na comunidade académica".

O caso confirmado pela Direção-Geral da Saúde (DGS) é o de uma aluna "com ligação direta a um outro caso externo à Universidade do Porto, que havia sido diagnosticado após o regresso de uma viagem a Itália", esclarece a universidade.

Segundo a instituição de ensino superior, a estudante "encontra-se bem e em tratamento no Centro Hospitalar Universitário de S. João".

A UP vai reavaliar a situação no domingo em conjunto com as autoridades de saúde.

Existiam, no sábado, 21 casos de infeção com o novo coronavírus em Portugal, mais oito do que os contabilizados na sexta-feira, segundo a DGS.

A região Norte é a que regista mais casos confirmados de infeção, com 15, seguindo-se a Grande Lisboa, com cinco, e um no Centro do país.

As 21 pessoas com infeção pelo Covid-19 confirmada estão hospitalizadas, de acordo com a DGS.

Destes 21 doentes, cinco resultam de importação do vírus, dos quais quatro em Itália e um em Espanha.

De acordo com o boletim sobre a situação epidemiológica em Portugal, há 43 novos casos suspeitos, num total de 224 registados desde o início do ano, estando 47 a aguardar resultado laboratorial.

Veja também: