Coronavírus

Faculdades de Medicina do país aconselhadas a fechar

(Arquivo)

Medida visa evitar contacto de alunos e professores com doentes.

O Conselho de Escolas Médicas Portuguesas (CEMP) recomenda a suspensão de aulas presenciais nas faculdades de Medicina, hospitais e centros de saúde e encerrar espaços comuns dos estudantes num prazo de "pelo menos duas semanas" a contar de hoje.

As recomendações deste órgão consultivo resultam de uma reunião do CEMP para avaliar a necessidade de medidas preventivas face à epidemia de Covid-19, que decorreu hoje, por videoconferência, e "serão mantidas pelo prazo de pelo menos duas semanas, a contar da presente data sendo sujeitas a avaliação periódica em função da evolução da situação em Portugal".

"No contexto do evoluir da situação em Portugal e atenta a uma crescente necessidade de medidas de prevenção face à Covid-19, em particular, considerando a grande mobilidade de estudantes e docentes em ambiente hospitalar, e sem prejuízo de garantir a autonomia de cada Escola em relação à sua realidade específica", o CEMP decidiu recomendar a suspensão "desde já", de "todas as atividades letivas presenciais nas escolas e nos hospitais e centros de saúde associados".

O conselho recomenda ainda "encerrar os espaços normalmente utilizados pelos estudantes (bibliotecas, salas de estudo, outros)".

Veja também:

  • Portugal em silêncio 
    2:21