Coronavírus

Olympiacos-Wolverhampton em risco após presidente do clube grego ter contraído o Covid-19

Alkis Konstantinidis

O treinador português Pedro Martins e os jogadores vão fazer exames médicos.

Especial Coronavírus

O presidente do Olympiacos, clube treinado por Pedro Martins e em que atuam os futebolistas portugueses José Sá, Rúben Semedo e Cafú, anunciou esta terça-feira que contraiu o Covid-19, numa publicação na sua página oficial da rede social Facebook.

O anúncio deixa em risco o jogo entre o Olympiacos e o Wolverhampton, na quinta-feira, para os oitavos-de-final da Liga Europa.

Foi também confirmado que o treinador Pedro Martins e os jogadores vão fazer exames médicos para o despiste do Covid-19.

"Fui visitado pelo novo vírus e fui forçado a informar o público. Sinto-me bem. Estou a tomar as medidas necessárias e estou a seguir todos os conselhos médicos. Aconselho vivamente todos a fazerem o mesmo. Desejo a todos uma recuperação imediata", escreveu Evangelos Marinakis, de 52 anos.

Na Grécia, como medida preventiva, todos os jogos de futebol já estão a ser disputados à porta fechada, pelo menos até final de março.

A revelação de Marinakis fez soar o alarme também em Inglaterra, já que o empresário é dono do Nottingham Forest e esteve no estádio da equipa do 'Championship' (segundo escalão) durante o último fim de semana.

Até agora, 89 casos do Covid-19 foram confirmados na Grécia.

A epidemia foi detetada em dezembro, na China, e já provocou mais de 4.000 mortos.

Cerca de 114 mil pessoas foram infetadas em mais de uma centena de países, e mais de 63 mil recuperaram.

Nos últimos dias, a Itália tornou-se o caso mais grave de epidemia fora da China, com 463 mortos e mais de 9.100 contaminados pelo novo coronavírus, que pode causar infeções respiratórias como pneumonia.