Coronavírus

Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra suspende visitas a doentes

LUSA

A deliberação do Conselho de Administração do CHUC prevê exceções.

Especial Coronavírus

O Centro Hospitalar e Universitário de Coimbra (CHUC) decidiu suspender temporariamente a visita a doentes internados em todas as suas unidades, face ao surto de Covid-19, foi esta quinta-feira anunciado.

A deliberação do Conselho de Administração do CHUC prevê exceções, sendo que no Hospital Pediátrico de Coimbra o utente "manterá o acompanhante de referência, não podendo receber mais visitantes", e "as grávidas ou parturientes internadas poderão ter um visitante", refere o comunicado enviado à agência Lusa.

"Durante o período de restrição de visitas, o enfermeiro de acolhimento informa o utente internado para contactar telefonicamente os familiares ou, na impossibilidade de o utente o fazer, as equipas médicas e de enfermagem transmitirão informação, de forma regular, ao contacto significativo ou acompanhante de referência previamente indicado", explica o hospital.

Na nota, o Conselho de Administração apela à compreensão de todos para esta "imprescindível medida preventiva", salientando que o CHUC vai procurar "minimizar o impacto desta medida de caráter temporário, através da divulgação tempestiva de informação pertinente".

A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou a doença Covid-19, provocada pelo novo coronavírus, que surgiu na China em dezembro de 2019, como pandemia.

O número de casos confirmados de infeção pelo novo coronavírus, que causa a doença Covid-19, subiu hoje para 78 em Portugal, mais 19 do que os contabilizados na quarta-feira.

As medidas já adotadas em Portugal para conter a pandemia incluem, entre outras, a suspensão das ligações aéreas com a Itália, a suspensão ou condicionamento de visitas a hospitais, lares e prisões, e a realização de jogos de futebol sem público.

Em todo o mundo, o novo coronavírus já infetou mais de 124 mil pessoas e provocou mais de 4.500 mortos.