Coronavírus

Jorge Torgal disse que novo coronavírus era "menos perigoso que o vírus da gripe" 

Ana Geraldes

Ana Geraldes

Jornalista

Médico foi o rosto do Conselho de Saúde Pública após a reunião. 

Especial Coronavírus

Na quarta-feira à noite, a conferência de imprensa da diretora-geral da Saúde e da Ministra Marta Temido teve mais um interveniente: Jorge Torgal, médico e professor catedrático, com um extenso currículo académico, que ali estava para transmitir o parecer do Conselho Nacional de Saúde Pública que tinha estado reunido durante toda a tarde para avaliar medidas face à evolução do contágio do novo coronavírus.

O especialista que ainda a 28 de fevereiro, numa entrevista o Jornal de Notícias, respondia que "existe um pânico completamente despropocional à realidade" quando questionado se era perigoso: "menos perigoso que o vírus da gripe".

Na altura, ainda não havia casos confirmados em Portugal, mas o médico não tinha dúvidas: "é claro que haverá, mas isso não é problema nenhum. Vivemos em sociedade, com deslocações, com convívio entre as pessoas. É uma doença que tem tratamento". Também não tinha particular preocupação, dizia aliás que não tinha alterado "absolutamente nada" na sua vida por perigo do contágio, reafirmando que "há um exagero sobre este assunto que não sei a quem interessa".

Veja também: