Coronavírus

Hospitais devem remarcar consultas e exames e adiar cirurgias

Christian Hartmann

Orientação foi emitida no domingo devido à propagação do novo coronavírus.

Especial Coronavírus

Os hospitais receberam a orientação para remarcar consultas externas e exames e adiar tratamentos ou cirurgias não prioritárias, devido à pandemia da Covid-19, anunciou esta segunda-feira a ministra da Saúde, Marta Temido.

A ministra disse que a orientação foi emitida no domingo, acrescentando que nos centros de saúde se mantêm o acompanhamento de doentes crónicos, a vacinação e consultas de vigilância de gravidez.

Para os centros de saúde passam a ser encaminhados os utentes das urgências hospitalares menos urgentes, isto é, com pulseira verde ou azul, adiantou Marta Temido, que falava na conferência de imprensa diária no Ministério da Saúde para fazer o balanço da evolução epidemiológica da Covid-19.

A titular da pasta da saúde referiu que foi dada igualmente a orientação para que os atos médicos nos centros de saúde sejam feitos no "horário determinado", para evitar a aglomeração de pessoas nas salas de espera, e se recorra à teleconsulta.

Veja também: