Coronavírus

Reserva Federal dos EUA volta a cortar taxas de juro

(Arquivo)

Lucas Jackson

Os impactos económicos do surto do coronavírus.

Especial Coronavírus

A Reserva Federal norte-americana (Fed) voltou hoje a cortar as taxas de juro de referência em 100 pontos base para zero e 0,25% devido às consequências económicas do novo coronavírus, anunciou o banco central dos Estados Unidos.

Em comunicado, a Fed adianta que manterá as taxas nesse intervalo até que a crise termine. Foi ainda anunciado um programa de estímulos no valor de 700 mil milhões de dólares (cerca de 630 mil milhões de euros).

Em 3 de março, a Reserva Federal dos Estados Unidos, que gere a política monetária do país, já tinha cortado em 50 pontos base as taxas de juro, devido ao novo coronavírus.Tratou-se então da maior descida de uma vez desde 2008, que levou a taxa de juro de referência para um intervalo entre 1% e 1,25%.

O novo coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 foi detetado em dezembro, na China, e já provocou mais de 6.400 mortos em todo o mundo.

O número de infetados ronda as 164 mil pessoas, com casos registados em pelo menos 141 países e territórios, incluindo Portugal, que tem 245 casos confirmados. Do total de infetados, mais de 75 mil recuperaram.

  • 2:34