Coronavírus

Covid-19: Operadora austríaca disponibiliza dados anónimos sobre movimento de clientes

Leonhard Foeger

Para que o Governo possa verificar o cumprimento das medidas contra a propagação da Covid-19.

Especial Coronavírus

O operador de telecomunicações A1 disponibilizou ao Governo da Áustria dados anónimos dos movimentos dos seus utilizadores para verificar o cumprimento coletivo das medidas contra a propagação da Covid-19, o que está a gerar controvérsia no país.

"A A1 disponibiliza estes dados (de movimentos de utilizadores de telemóvel) à disposição dos organismos governamentais pertinentes em tempos de crise para o benefício do público em geral", afirmou, numa nota, o operador detido pela empresa austríaca Telekom.

"Concretamente, o sistema é utilizado para determinar o comportamento dos cidadãos em relação aos seus movimentos durante a crise do coronavírus, para verificar se as massas estão a cumprir os regulamentos do Governo", acrescentou a empresa.

Os dados revelaram que, após as severas limitações à liberdade de movimento para conter a pandemia, as deslocações dos austríacos reduziram-se entre 40% a 50%, segundo o diário Kronen Zeitung, o primeiro a publicar a notícia, o que levou a críticas, nomeadamente da parte dos defensores do direito à privacidade e proteção de dados.

A agência austríaca APA assegura que um porta-voz do Governo de conservadores e ecologistas confirmou o uso desta análise da A1, sublinhando que foi feita conforme a lei e que não houve um pedido por parte das autoridades, mas que se tratou de uma oferta por iniciativa da operadora de telecomunicações.

A oposição social-democrata criticou a medida por considerar uma violação dos direitos fundamentais que não pode ser aceite, nem no momento excecional como o atual.

Por sua vez, a Autoridade de Proteção de Dados, numa nota publicada 'online', disse que embora os dados sejam algo delicado e estejam debaixo de "proteção especial", a lei prevê que possam ser usados em casos pontuais em benefício público.

SIGA AQUI AO MINUTO TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19

Veja também:

  • 3:23