Coronavírus

Roménia regista primeira morte e fecha fronteiras a estrangeiros

ROBERT GHEMENT

O país regista 367 pessoas infetadas com a covid-19.

Especial Coronavírus

A Roménia registou hoje a primeira morte pela covid-19, num dia em que fecha as fronteiras a estrangeiros, conforme decretado pelo Ministério do Interior, anunciaram as autoridades romenas.

A vítima mortal, um homem de 67 anos, tinha uma doença oncológica e estava em estado terminal, internado num hospital de Craiova, no sudoeste da Roménia, onde em 18 de março testou positivo para o novo coronavírus, divulgou o Grupo de Comunicação Estratégica, criado pelo Governo para dar informações relativas à pandemia.

Até ao momento, o país regista 367 pessoas infetadas com a covid-19, sublinhou.

No sábado à noite, o ministro do Interior, Marcel Vela, anunciou novas restrições à circulação de pessoas no território nacional, em consonância com o estado de emergência decretado pelo Presidente, Klaus Iohannis, na passada segunda-feira.

Entre as medidas estão o encerramento das fronteiras do país, a partir das 20:00 de hoje, a todos os estrangeiros, à exceção de familiares de romenos, residentes, diplomáticos ou pessoas que por “motivos de força maior” têm de entrar na Roménia.

Além disso, as pessoas estão proibidas de sair de casa entre as 22:00 e as 06:00 e, ao longo do dia, não se podem deslocar em grupos com mais de três pessoas que não vivam juntas.

A pandemia da covid-19 já provocou 12.895 mortos e 300.097 pessoas estão infetadas em 169 países e territórios.