Coronavírus

Covid-19: Papa reza pelos jornalistas em tempo de pandemia

Vatican Media

A educação das crianças também foi um dos temas da missa.

Especial Coronavírus

O Papa Francisco dedicou a missa realizada na manhã de hoje, na Residência de Santa Marta, aos trabalhadores da comunicação social, que ajudam as pessoas a suportarem este período de isolamento devido à pandemia da Covid-19.

Francisco dedicou a missa diária a uma das categorias envolvidas nessa luta contra o novo coronavírus.

"Hoje, eu gostaria que orássemos por todos aqueles que trabalham nos meios de comunicação, que trabalham para comunicar, para que as pessoas não fiquem tão isoladas", afirmou o Papa.

Antes da pandemia de Covid-19, esta missas eram acompanhadas por várias dezenas de pessoas, mas agora Francisco celebra-as sozinho, apenas com transmissão televisiva e pelos canais do Vaticano.

O Papa também orou "pela educação das crianças e para ajudá-las a suportar este tempo de confinamento".

Na Itália, faculdades e universidades foram encerradas há um mês em todo o país, devido à disseminação do novo coronavírus, que causou 12.428 mortes e 105.792 infeções no país.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infetou mais de 828 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 41 mil. Dos casos de infeção, pelo menos 165 mil são considerados curados.

MAPA INTERATIVO MOSTRA EM TEMPO REAL OS PAÍSES AFETADOS PELO CORONAVÍRUS

A pandemia já matou mais de 30 mil pessoas na Europa, mais de dois terços em Itália e em Espanha, segundo um balanço da AFP às 07:00 de hoje, a partir de dados oficiais.

Com um total de 30.063 mortes (para 458.601 casos), a Europa é o continente mais atingido pela pandemia de Covid-19.Itália (12.428 mortes) é o país europeu mais afetado, seguida pela Espanha (8.189) e pela França (3.523).