Coronavírus

Principais ligas europeias têm até 3 de agosto para terminarem campeonatos

A UEFA deixou nas mãos de cada federação a decisão de retomar ou de dar por terminados os campeonatos.

Especial Coronavírus

As principais ligas europeias de futebol têm até ao dia 03 de agosto para encerrar a atual época, tendo a UEFA deixado nas mãos de cada federação a decisão de retomar ou dar por terminados os seus campeonatos.

Essa recomendação da UEFA foi esta quarta-feira transmitida pelo presidente da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), Fernando Gomes, na reunião que manteve com os presidentes da Liga e dos clubes das competições profissionais, na sequência do encontro da UEFA com as suas filiadas devido à pandemia da covid-19.

Fonte ligada ao processo confirmou à agência Lusa que foi fixado o dia 03 de agosto como prazo limite para as federações do top-15 do futebol europeu, enquanto as federações abaixo terão de ter os seus campeonatos decididos ainda antes dessa data.

Deste modo, e de acordo com a mesma fonte, cada federação terá a possibilidade de decidir o que fazer, se completa a sua competição e em que formato, ou se opta por dar por concluída a sua prova.

Esta reunião ocorreu no mesmo dia em que a UEFA, através de videoconferência, se reuniu com 55 federações que são membros do organismo regulador do futebol europeu, incluindo a Federação Portuguesa de Futebol.

À exceção da Bielorrússia, todos os campeonatos europeus estão suspensos devido à pandemia da covid-19, sendo que, no caso de Portugal, as I e II ligas estão paradas desde 12 de março.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de 870 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram cerca de 44 mil.

Dos casos de infeção, pelo menos 172.500 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Em Portugal, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde, registaram-se 187 mortes e 8.251 casos de infeções confirmadas.

Dos infetados, 726 estão internados, 230 dos quais em unidades de cuidados intensivos, e há 43 doentes que já recuperaram.

Portugal, onde os primeiros casos confirmados foram registados no dia 02 de março, encontra-se em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 02 de abril.