Coronavírus

Perdões excecionais vão libertar detidos

Perdões excecionais vão libertar detidos

Governo vai propor ao Parlamento quatro medidas para diminuir a lotação das cadeias.

Especial Coronavírus

Reclusos com penas que estejam a menos de dois anos do fim poderão ser libertados. Governo prevê ainda indultos para os mais velhos ou doentes e saídas precárias até 45 dias.

Leia aqui todas as novas medidas do estado de emergência.

SIGA AQUI AO MINUTO AS ÚLTIMAS INFORMAÇÕES SOBRE O NOVO CORONAVÍRUS