Coronavírus

Apple pode começar a produzir um milhão de máscaras por semana

Susana Vera

Empresa norte-americana já conseguiu recolher 20 milhões de máscaras através de fornecedores.

Especial Coronavírus

O presidente da Apple, Tim Cook, anunciou que a empresa poderá produzir um milhão de máscaras por semana a partir do próximo fim de semana.

Tim Cook explicou, na sua conta da rede social Twitter, que as máscaras em plástico transparente e que cobrem todo o rosto, foram desenvolvidas por "designers de produto, equipas de engenharia e embalagem e (fornecedores)" do grupo.

A taxa de produção será de um milhão por semana a partir do próximo fim de semana. Essas máscaras serão inicialmente destinadas aos Estados Unidos. Este equipamento será produzido no país, mas também na China.

Tim Cook também disse ainda que a Apple conseguiu obter 20 milhões de máscaras cirúrgicas através dos seus fornecedores em todo o mundo.

O fabricante de computadores e telefones junta-se, assim, ao grupo de empresas que modificaram as suas linhas de produção para responder à escassez de máscaras, como as empresas de luxo italianas Prada e Lamborghini.

Também em Itália, Giorgio Armani agora produz trajes de proteção e, em Espanha, os engenheiros da Renault projetaram viseiras e máscaras.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infetou mais de 1,2 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 68 mil. Dos casos de infeção, mais de 283 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

SIGA AQUI AO MINUTO TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19