Coronavírus

Covid-19: Espanha regista o número mais baixo de mortes das últimas duas semanas

Sergio Perez

É o segundo país no mundo com mais casos.

Especial Coronavírus

Nas últimas 24 horas, Espanha registou mais 637 mortes por Covid-19 - o valor mais baixo num só dia desde 24 de março - e mais 4.273 casos.

O balanço de vítimas do novo coronavírus em território espanhol ascende agora a 135.032 infetados e 13.055 vítimas mortais.

Há 6.931 doentes internados em Unidades de Cuidados Intensivos.

Na totalidade do país já foram ou estão internadas 59.662 pessoas, das quais 6.931 em unidades de cuidados intensivos.

O número de mortes anunciado hoje (637) significa que o número diário de vítimas mortais se reduz pelo quarto dia consecutivo, depois do máximo de 950 verificado na quinta-feira, seguido de 932 na sexta-feira, 809 no sábado e 674 no domingo.

Os novos casos de Covid-19 também se estão a reduzir: 8.102 na quinta-feira, 7.472 na sexta-feira, 7.026 no sábado e 4.273 hoje.

A região com mais casos positivos de covid-19 é a de Madrid, com 38.723 infetados e 5.136 mortos, seguida pela da Catalunha (26.824 e 2.760), a de Castela-Mancha (10.602 e 1.132), a de Castela e Leão (9.116 e 919) e a do País Basco (8.810 e 548).

O Governo espanhol já está a estudar as medidas que irá tomar depois de se confirmar o abrandamento do avanço do coronavírus, estando a preparar uma fase de "transição" caracterizada por uma grande campanha de testes e pelo isolamento de pessoas assintomáticas (contagiadas sem sintomas).

Madrid pretende, em primeiro lugar, testar todos os que trabalham nos setores essenciais da economia -- pessoal de saúde, empregados de lares, polícia, pessoal do setor do transporte, pessoal da cadeia alimentar, entre outros -- que podem, sem o saber, fazer parte de um fluxo de transmissões silenciosas de coronavírus.

O objetivo é que, quando chegar o momento de reduzir as medidas de distanciamento social, não haja um ressurgimento do número de casos positivos.

Assim, está a ser preparada a realização de testes generalizados a esta população para localizar todos estes casos e a serem preparadas infraestruturas, entre elas hotéis, que sirvam para isolar os casos positivos sem sintomas, para que não infetem as pessoas que lhes estão próximas.

Situação nos hospitais espanhóis está mais calma

Belén Rodrigo, correspondente da SIC em Madrid, considera que a situação nos hospitais espanhóis está mais calma. Ainda assim, e apesar das boas notícias, as medidas de segurança não vão abrandar.

O país prolongou o estado de emergência até 26 de abril.

Falta de ventiladores continua a afetar hospitais em Espanha

Uma realidade que continua a afetar diversas unidades hospitalares em território espanhol.

SIGA AQUI AO MINUTO TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19