Coronavírus

Governo falha promessa de testar dois lares em Aveiro 

55 pessoas aguardam há duas semanas pelos testes no lar da ASAS Santa Joana

Especial Coronavírus

O lar da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro, onde já morreram 15 pessoas e quase 100 infetados, esteve duas semanas à espera dos kits de testes à covid-19.

Depois das críticas do Presidente de Câmara de Aveiro, Ribau Esteves, que revelou que o stock de zaragatoas do Hospital Distrital de Aveiro chegou a zero, o Secretário de Estado da Saúde garantiu que ainda esta terça-feira seriam testados os dois lares de idosos de Aveiro. Mas ao que a SIC apurou, foram feitas análises em apenas um: o Centro Paroquial de Santa Joana Princesa. Aqui fizeram-se 27 testes depois de, no fim de semana, se ter descoberto um caso positivo numa residente que foi internada no Hospital.

Já a ASAS Santa Joana aguarda há duas semanas por análises a pelo menos 35 utentes e 20 funcionários. O lar tem quatro idosos em isolamento e, com receio de estarem infetados, os trabalhadores rejeitam regressar a casa e estão a dormir na instituição há quase duas semanas. Os testes ainda não foram realizados apesar de o secretário de Estado Adjunto e da Saúde ter anunciado que aconteceriam durante esta terça-feira.