Coronavírus

Cortes nos salários dos futebolistas gera discordância

Cortes nos salários dos futebolistas gera discordância

Liga de Clubes e Sindicato dos Jogadores chegaram a acordo na duração de contratos e nas férias.

Especial Coronavírus

O Sindicato está contra o corte cego nos vencimentos. Joaquim Evangelista, presidente do Sindicado dos Jogadores Profissionais de Futebol, considera que não deve ser a Liga e o próprio sindicato a estabelecer a percentagem no corte dos salários. A Liga diz que os clubes podem negociar diretamente com os jogadores ou recorrerem ao Estado, nomeadamente ao lay-off.

SIGA AQUI AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19