Coronavírus

Mais 757 mortes em Espanha. Número sobe pelo segundo dia consecutivo

Jon Nazca

O último balanço das autoridades de saúde espanholas.

Especial Coronavírus

Nas últimas 24 horas, Espanha registou mais 757 mortes por Covid-19, mais 14 vítimas mortais em relação ao dia anterior, e mais 6.045 casos - uma subida de 4,3%.

O balanço de vítimas do novo coronavírus em território espanhol ascende agora a 146.690 infetados e 14.555 vítimas mortais.

Desde o início da pandemia, 48.021 pessoas foram consideradas como curadas, cerca de um terço dos casos positivos confirmados.

A região com mais casos positivos de covid-19 é a de Madrid, com 42.450 infetados e 5.586 mortos, seguida pela da Catalunha (29.647 e 3.041), a de Castela-Mancha (11.788 e 1.255), a de Castela e Leão (10.058 e 1.028) e a do País Basco (9.452 e 635).

Apesar do agravamento da evolução nos últimos dois dias, as autoridades sanitárias estão convencidas de que o pico da pandemia foi alcançado, mas alertam para a necessidade de consolidar a tendência detetada.

O Governo espanhol decidiu na terça-feira que os trabalhadores em atividades não essenciais, que não conseguem trabalhar em casa, podem regressar às suas atividades laborais a partir de segunda-feira, 13 de abril.

Todos aqueles que trabalham em casa vão continuar a fazê-lo, mas os que não o podem fazer são autorizados a deslocar-se, apenas até ao seu local de trabalho, uma medida que esteve suspensa durante duas semanas.

Esta "medida excecional" afetou, por exemplo, os trabalhadores em setores como a construção, que ficaram em casa durante as últimas duas semanas com licença remunerada, recebendo o respetivo salário normalmente.

O Executivo também decidiu propor ao parlamento prolongar o estado de emergência em vigor durante mais duas semanas, de 11 até 25 de abril.

Espanha tem quase 20 mil profissionais de saúde infetados

Em território espanhol há 19.400 profissionais de saúde que testaram positivo para a Covid-19. Um número que deixa as autoridades de saúde preocupadas.

Liga espanhola não regressa antes de 28 de maio

O presidente da Liga espanhola, Javier Tebas, disse esta terça-feira que o futebol naquele país não regressa antes de 28 de maio, no melhor dos casos, com os campeonatos europeus a discutirem opções para completar a temporada 2019/20.

"De todos os cenários que temos discutido com a UEFA para regressar à competição, os mais prováveis são 28 de maio, 6 de junho ou 28 de junho. Não podemos dar uma data exata, será dada pelas autoridades em Espanha", apontou.

Handout .

SIGA AQUI AS ÚLTIMAS NOTÍCIAS SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

ESPECIAL CORONAVÍRUS