Coronavírus

Pandas acasalam pela primeira vez após fecho de zoo devido à pandemia

Ocean Park, Hong Kong

Desde 2010 que o casal, que vive num parque zoológico de Hong Kong, tentava acasalar.

Especial Coronavírus

Ying Ying e Le Ledo, que habitam no parque zoológico de Hong Kong, foram finalmente bem sucedidos após "anos de teste e aprendizagem", em pleno período de confinamento e depois do zoo ter fechado a porta a visitantes.

"Esperamos dar notícias maravilhosas sobre a gravidez este ano e fazer mais contribuições para a conservação desta espécie vulnerável", disse Michael Boos, responsável do Ocean Park.

"Desde que Ying Ying e Le Le chegaram a Hong Kong em 2007, e após tentativa de acasalamento natural desde 2010, nenhum resultado foi alcançado até este ano, apesar de um longo tempo de aprendizagem", explicou.

O parque divulgou fotos do casal de pandas-gigantes a abraçar-se e em posição inequívoca de acasalamento, longe do olhar dos visitantes.

A reprodução dos pandas é difícil, principalmente em cativeiro, mas os veterinários do parque começaram a ter esperanças quando Ying Ying e Le Le começaram a mostrar interesse mútuo ao final da curta temporada de cio.

"Desde o final de março, Ying Ying começou a brincar mais na água, enquanto Le Le marcava território com sinais olfativos em torno de seu habitat e procurava as áreas onde Ying Ying deixava as suas".

"Esse comportamento é típico da temporada de cio, que ocorre todos os anos de março a maio", acrescenta Michael Boos.

ESPECIAL CORONAVÍRUS