Coronavírus

Tenista Andy Murray fez doação a hospital de Cambridge

Thomas Peter

Este foi um ato de agradecimento do atleta escocês para com os profissionais de saúde.

Especial Coronavírus

O tenista Andy Murray fez uma doação a um hospital de Cambridge, onde realizou uma radiografia antes da crise da Covid-19, para auxiliar o sistema de saúde do Reino Unido nestes "tempos difíceis", anunciou hoje o escocês.

Andy Murray, de 32 anos, que em novembro de 2016 chegou a líder do ranking ATP, está atualmente a recuperar de um problema na anca que tem há mais de dois anos e que não lhe permite competir regularmente no circuito mundial de ténis.

"Toda a gente que esteve lá foi fantástico e me ajudou muito. Fiz uma doação para agradecer por tudo o que vocês estão fazendo", afirma Andy Murray, num vídeo publicado nas suas redes sociais.

Murray pretende com a doação retribuir o carinho com que foi tratado e ajudar o hospital de Cambridge nestes "tempos difíceis" pelos quais todo o sistema de saúde do Reino Unido está a passar.

"Este é um momento extremamente difícil para todos, mas especialmente para os profissionais de saúde. Quero agradecer pelo trabalho árduo que estão a desenvolver, pela dedicação e sacrifícios diários", concluiu o tenista escocês.

O ténis mundial está suspenso até pelo menos 13 de julho, com alguns torneios, como Wimbledon, já cancelados e outros, como Roland Garros, adiados para setembro.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, já infetou mais de 1,5 milhões de pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 87 mil. Dos casos de infeção, cerca de 280 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

Siga aqui ao minuto toda a informação sobre a Covid-19

  • 2:34
  • 49:03