Coronavírus

Estado de emergência vai ser prolongado. "Não podemos afrouxar", justifica Marcelo

Estado de emergência vai ser prolongado. "Não podemos afrouxar", justifica Marcelo

Presidente da República quer redução absoluta do número de casos de Covid-19.

Especial Coronavírus

O Estado de Emergência vai ser prolongado até 1 de maio. A decisão já foi tomada pelo Presidente da República e será formalizada na quinta-feira da próxima semana, para aprovação do Parlamento.

O texto com as regras para o terceiro estado de emergência só será conhecido depois do habitual ponto de situação de Marcelo Rebelo de Sousa com epidemiologistas na próxima quarta-feira.

Na mensagem de hoje, o Presidente da República fez também questão de falar sobre o perdão de penas, que promulgou, e que vai autorizar caso a caso, garantindo que a medida não abrange crimes graves.