Coronavírus

Linha SNS 24 está a dar resposta a 99% das 15 mil chamadas diárias

MIGUEL A. LOPES

Tempo de espera é inferior a um minuto.

Especial Coronavírus

A linha SNS24 está a dar resposta a 99% das mais de 15 mil chamadas diárias recebidas e com tempos de espera de um minuto, adiantou esta sexta-feira a secretária de Estado da Saúde, Jamila Madeira.

"Hoje temos 99% dos atendimentos em mais de 15 mil chamadas diárias, com um tempo médio de espera inferior a 1 minuto, cerca de 59 segundos", disse a governante, na conferência de imprensa diária da Direção-Geral da Saúde (DGS).

Jamila Madeira referiu-se ainda à capacidade de resposta do Serviço Nacional de Saúde (SNS) no âmbito da pandemia, sublinhando que a realização de testes diária.

"O SNS foi capaz de alargar substancialmente a rede e reforçar a capacidade laboratorial de realização de testes, superando os nove mil testes diários e sempre com fiabilidade e credibilidade indispensáveis à eficácia desta resposta. Sempre, e isso é muito importante sublinhar, com a parceria do setor privado, universidades e setor científico", disse.

Portugal regista 435 mortos associados à Covid-19, mais 26 do que na quinta-feira, e 15.472 infetados (mais 1.516), indica o boletim epidemiológico da DGS, que revela um aumento de 26 mortos (mais 6,4%).

De acordo com os dados disponibilizados pela DGS, há 15.472 casos confirmados, mais 1.516, o que representa um aumento de 10,9% face a quinta-feira e o maior aumento diário no total de casos confirmados.

"O que os dados de hoje nos dizem é que temos que continuar, é um esforço coletivo e não podemos abrandar nem levantar a guarda", disse Jamila Madeira.

A secretária de Estado da Saúde reconheceu que o confinamento imposto no período da Páscoa "é particularmente duro" e que será "certamente difícil" para as famílias não se reunirem nesta data, mas frisou que "vai valer a pena" e que não respeitar o isolamento "pode colocar em causa todo o caminho feito até aqui".

Jamila Madeira deixou um agradecimento a todos os profissionais de saúde do SNS, mas também a empresas, instituições, academia e pessoas individualmente, a quem reconheceu uma "onda socialmente responsável e empreendedora de todos os que "sentindo-se convocados para esta batalha têm dado o melhor de si, têm dito presente".

Referiu ainda um processo de aprendizagem diário de trabalho em rede no SNS e uma capacidade de adaptação à realidade e de partilha de recursos.

"Estas dinâmicas têm sido ganhas neste contexto da pandemia. Estamos portanto a transformar para sempre e melhor o nosso SNS. (...) Muito ainda há a fazer e seguramente sabemos que podemos melhorar. Aqui estamos, todos os dias, para responder por tudo e esclarecer com toda a informação disponível. Enquanto país temos sido capazes de antecipar, agir e reagir respondendo e enfrentando os desafios que se encontram e que foram sendo colocados. Neste período não podemos portanto perder a perspetiva do que já foi possível fazer, com o empenho de tanta gente", afirmou ainda Jamila Madeira.

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A COVID-19

ESPECIAL NOVO CORONAVÍRUS COVID-19