Coronavírus

Oficiais de justiça queixam-se da falta de equipamento de proteção individual

Profissionais de justiça estão neste momento a tratar dos processos de libertação de reclusos.

Especial Coronavírus

Os funcionários judiciais queixam-se de não haver equipamentos de proteção individual suficientes nos tribunais. Trabalharam este fim de semana, para permitir a libertação de mais de 2 mil reclusos mas o processo só estará concluido nos próximos dias.

António Albuquerque, do Sindicato dos funcionários judiciais, afirmou que é "humanamente impossível" os oficiais de justiça conseguirem dar conta dos milhares de processos nos próximos dias.

Já foram libertados 289 reclusos.