Coronavírus

Número de infetados pelo novo coronavírus pode atingir os mil millhões em todo o mundo

Mohammad Ismail

Alerta foi deixado pelo Comité Internacional de Resgate.

Saiba mais...

O número de infetados pelo novo coronavírus pode atingir os mil millhões em todo o mundo se não for disponibilizada ajuda financeira e humanitária aos países em conflito. O alerta é do Comité Internacional de Resgate, como conta a BBC.

Em países como o Afeganistão, Síria, Paquitão ou Nigéria é preciso "financiamento urgente" para evitar um grande surto. O problema que estes países enfrentam é falta de equipamento médico adequado para o tratamento da Covid-19.

No Afeganistão e no Paquistão, existem menos de dez ventiladores para cada milhão de habitantes e na Nigéria esse número é ainda mais acentuado, 0,8 ventiladores por cada milhão de habitantes.

"Ainda resta uma pequena janela de tempo para estruturar uma resposta robusta", alertou o comité.

A densidade populacional, os baixos recursos de saúde e os conflitos pré-existentes são alguns dos fatores que aumentam o risco de propagação. A organização avisa que nos países em conflito, o número de mortos poderá chegar aos três milhões.

O relatório do Comité Internacional de Resgate baseado em modelos e dados da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do Imperial College London, estimou que poderia haver entre 500 milhões e mil milhões de infeções em todo o mundo.

"Estes números devem servir como um alerta", disse o coodenador do comité, David Miliband. "O peso total, devastador e desproporcional da pandemia ainda não foi sentido nos países mais frágeis e devastados pela guerra (...). Os governos devem trabalhar em conjunto para não haver qualquer impedimento à assistência humanitária".

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO TODA A INFORMAÇÃO SOBRE A PANDEMIA DA COVID-19

ESPECIAL CORONAVÍRUS