Coronavírus

“Dificilmente alguém vai à praia para ficar com um bronze de máscara”

“Dificilmente alguém vai à praia para ficar com um bronze de máscara”

Marco Carrasqueira

Marco Carrasqueira

Editor de Imagem

Covid-19: o País e o Mundo

Especial Coronavírus

Na Europa, cerca de 27 milhões de empregos na área do turismo estão em risco devido à pandemia do novo coronavírus, que provocou prejuízos no setor estimados em muitos milhões de euros.

O Presidente da Câmara Municipal de Bruges, na Bélgica, garante que esta é uma situação inédita, nunca antes vista, e que vai ser necessário começar do zero. Nesta cidade europeia estima-se que, até junho, o turismo tenha um prejuízo de 230 milhões.

Em Itália já se começa a analisar possíveis soluções para a utilização das praias no verão, com o alargamento das distâncias entre chapéus ou a distribuição de desinfetante pelos nadadores salvadores. Para Mauro Vanni, da Associação de Salva-vidas, “é tudo uma loucura” e ninguém vai querer ficar com um “bronze de máscara”.

Na Áustria, em Hallstatt, uma pequena aldeia visitada anualmente por um milhão de turistas, não há, neste momento, turismo nem estudantes. O Presidente da Câmara Municipal, Alexander Scheutz, espera que este período seja ultrapassado e queixa-se da falta de apoios.