Coronavírus

Madeira levanta cerca sanitária em Câmara de Lobos

Homem de Gouveia

A cerca sanitária na freguesia foi decretada por 15 dias.

Especial Coronavírus

A Madeira mantém 86 casos de covid-19 pelo oitavo dia consecutivo, com 47 doentes curados, informaram este sábado as autoridades, destacando também o levantamento da cerca sanitária na freguesia de Câmara de Lobos, a partir das 00:00 de domingo.

"Bem hajam todos os habitantes da freguesia de Câmara de Lobos, por todo o seu comportamento nesta pandemia covid-19", declarou o secretário regional da Saúde, Pedro Ramos, em videoconferência de imprensa, no Funchal.

O governante enalteceu a atitude de "toda a população da Região Autónoma da Madeira", quando existem apenas 39 casos de infeção ativa, com um doente hospitalizado e os restantes, com sintomas ligeiros, em isolamento no domicílio e numa unidade hoteleira requisitada pelo Governo Regional, de coligação PSD/CDS-PP. "Não tenham dúvidas que teremos sucesso", realçou.

A cerca sanitária na freguesia de Câmara de Lobos, no concelho com o mesmo nome, a oeste do Funchal, foi decretada por um período de 15 dias, após ter sido identificada uma cadeia de transmissão de covid-19 no bairro social Nova Cidade, perto do centro da localidade.

"Além dos 31 casos que foram positivos associados a esta cadeia de transmissão, que inclui sete casos importados e 24 casos de transmissão local, foram efetuados mais 778 testes, todos com resultado negativo", esclareceu a vice-presidente do Instituto de Administração da Saúde (IASAÚDE), Bruna Gouveia, na mesma videoconferência.

A responsável sublinhou que, apesar do levantamento da cerca sanitária, a investigação epidemiológica "continua em curso", com particular incidência no complexo habitacional Nova Cidade, onde já foram feitos testes e colheitas a praticamente todos os cerca de 600 residentes.

"O total na Região Autónoma da Madeira até ao dia de hoje foi de 4.136 amostras colhidas e processadas no Serviço de Saúde da Madeira, incluindo repetições, e o número de utentes que fez teste à covid-19 no arquipélago é de 3.693, sendo a média de 1.1 teste por utente", indicou Bruna Gouveia.

Entre os testes, 530 foram realizados em lares de terceira idade, com resultado negativo.

As autoridades regionais já analisaram 1.357 casos suspeitos de infeção pelo novo coronavírus no arquipélago, tendo identificado 86 casos positivos, o primeiro a 16 de março, referente a uma cidadã dos Países Baixos que se encontra de férias na região.

  • 2:34
  • 49:03