Coronavírus

EUA vão endividar-se a um nível recorde no segundo trimestre do ano

Shannon Stapleton

Informou esta segunda-feira o Departamento do Tesouro dos EUA.

Especial Coronavírus

O Departamento do Tesouro dos EUA informou esta segunda-feira que vai necessitar de se endividar a um nível recorde de 2,99 biliões (milhão de milhões) de dólares (2,7 biliões de euros) durante o segundo trimestre para cobrir custos com a pandemia.

O Tesouro adiantou que estes 2,99 biliões vão ultrapassar em muito os 530 mil milhões registados no trimestre julho-setembro de 2008, no contexto da crise financeira da altura.

Esta soma extraordinária de 2,99 biliões num único trimestre excede em muito os 1,28 biliões de dólares com que o Governo norte-americano se endividou no mercado de obrigações em todo o ano de 2019.

O Tesouro adiantou que a elevada soma é necessária para financiar os três biliões de dólares dos vários programas que o Governo aprovou destinados a trabalhadores e empresários.

Acresce que o executivo necessita de cobrir a escassez nas receitas provocada pelo adiamento decidido pelo Governo norte-americano do prazo de pagamento de impostos de abril para junho.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 249 mil mortos e infetou mais de 3,5 milhões de pessoas em 195 países e territórios. Mais de um milhão de doentes foram considerados curados.

Os Estados Unidos são o país com mais mortos (68.285) e mais casos de infeção confirmados (mais de 1,1 milhões).

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

ACOMPANHE AQUI AO MINUTO AS INFORMAÇÕES SOBRE A PANDEMIA DE COVID-19

ESPECIAL CORONAVÍRUS