Coronavírus

UE aceitou censura a artigo publicado em jornal chinês

Yves Herman

Em causa estava uma frase do artigo na qual é atribuída à China a origem do surto do novo coronavírus.

Especial Coronavírus

O artigo foi assinado pelo embaixador da União Europeia, Nicolas Chapuis, e pelos 27 embaixadores do bloco europeu naquele país, como forma de assinalar 45 anos de relação diplomática.

No texto original, publicado no site da delegação da UE, os embaixadores tinham escrito que "o surto de coronavírus na China e a sua subsequente disseminação para o resto do mundo, nos últimos três meses," tinham desviado os planos diplomáticos pré-existentes. Contudo, na versão que acabou publicada no site do China Daily, um jornal estatal, a referência à origem e disseminação do novo coronavírus foi retirada.

Agora, e apesar de sublinhar que "lamenta fortemente" a alteração feita ao artigo, a UE reconhece, num comunicado, que concordou com a publicação do texto censurado, justificando que este ainda continha "mensagens-chave em várias das nossas áreas prioritárias".

"A Delegação da UE foi informada, pelo jornal em questão, de que a publicação do Op-Ed só seria permitida pelo Ministério das Relações Exteriores da China com a condição de que parte da sentença relacionada às origens e disseminação do coronavírus fosse removida. ", lê-se no comunicado que acrescenta que "a Delegação da UE na China apresentou as suas objeções ao Ministério das Relações Exteriores da China em termos inequívocos."