Coronavírus

"Curva de mortalidade mostra uma diminuição consistente"

ANTÓNIO COTRIM

Ministra da Saúde avisa que é necessário continuar a cumprir as medidas de prevenção.

Especial Coronavírus

A ministra da Saúde defendeu hoje que a curva de mortalidade por Covid-19 revela uma "diminuição consistente" desde 15 de abril e que o risco de um infetado contaminar outras pessoas indica que continua a ser necessária proteção diária.

"A curva de mortalidade por Covid-19 mostra uma diminuição consistente desde o dia 15 de abril, o que é bastante relevante", afirmou Marta Temido, que falava aos jornalistas, em Lisboa.

Portugal contabiliza 1.126 mortos associados à Covid-19 em 27.406 casos confirmados de infeção, segundo o último boletim diário da Direção-Geral da Saúde (DGS) sobre a pandemia.

Relativamente ao dia anterior, há mais 12 mortos (+1,1%) e mais 138 casos de infeção (+0,5%). Das pessoas infetadas, 815 estão hospitalizadas, das quais 120 em unidades de cuidados intensivos, e o número de casos recuperados passou de 2.422 para 2.499.

Portugal entrou domingo em situação de calamidade, depois de três períodos consecutivos em estado de emergência desde 19 de março.

Esta nova fase de combate à Covid-19 prevê o confinamento obrigatório para pessoas doentes e em vigilância ativa, o dever geral de recolhimento domiciliário e o uso obrigatório de máscaras ou viseiras em transportes públicos, serviços de atendimento ao público, escolas e estabelecimentos comerciais.